98 news

Royalties de petróleo reforçam caixa da prefeitura de Canoinhas em 2018

Royalties de petróleo reforçam caixa da prefeitura de Canoinhas em 2018

No ano passado a Prefeitura de Canoinhas arrecadou R$ 271,8 mil durante todo o ano com o Fundo Especial de Royalties do Petróleo. Nos três primeiros meses deste ano o valor é de R$ 114,7 mil

 

A disparada das cotações internacionais do petróleo pode ser motivo de preocupação para consumidores de combustível, mas tem ajudado estados e municípios em dificuldades. A arrecadação com royalties do petróleo subiu 23,4% nos primeiros quatro meses do ano, chegando a R$ 6,4 bilhões. Para se ter uma ideia, a Prefeitura de Canoinhas arrecadou R$ 271,8 mil durante todo o ano passado com o Fundo Especial de Royalties do Petróleo. Nos três primeiros meses deste ano o valor é de R$ 114,7 mil.

 

Considerando o pagamento de participações especiais — espécie de Imposto de Renda cobrado sobre grandes campos produtores — os beneficiários pela renda do petróleo arrecadaram R$ 11,8 bilhões no primeiro quadrimestre, 30% a mais do que no mesmo período de 2017.

 

Os royalties são calculados mensalmente de acordo com uma fórmula que considera a produção de cada campo, o preço do petróleo e a taxa de câmbio. E é dividida entre a União e estados e municípios.

 

Nesta segunda-feira, 7, o petróleo WTI, negociado em Nova York, ultrapassou a barreira dos US$ 70 por barril pela primeira vez desde 2014.

 

O Brent, negociado em Londres, também vem mantendo patamares de quatro anos atrás: nesta segunda, fechou em US$ 75,53. Com o anúncio da retirado dos EUA do acordo nuclear com o Irã, especialistas apontam que o preço do barril de petróleo deve disparar.

 

ALTA DO COMBUSTÍVEL

A alta sustentada, aliada à disparada da cotação do dólar, ameaça o bolso dos brasileiros ao pressionar os preços dos combustíveis: a gasolina, por exemplo, está sendo vendida pelas refinarias da Petrobras pelo maior valor desde que a estatal iniciou sua política de reajustes diários.

Nesta semana, a Petrobras anunciou aumento de 7,1% no preço do gás de cozinha vendido em grandes vasilhames e a granel, mais consumidos por indústria e comércio. Foi o segundo aumento seguido –em abril, a alta foi de 4,7%.

 

Por outro lado, com as cotações do petróleo em alta, Estados e municípios produtores têm arrecadado mais do que em anos anteriores. Os R$ 11,8 bilhões acumulados em 2018 já representam mais do que o dobro da receita obtida com petróleo em 2016, R$ 5,7 bilhões.

 

O valor ainda é menor do que o pico de arrecadação com a rubrica, registrado em 2014, de R$ 13,4 bilhões. Mas a perspectiva para o ano é que os valores permaneçam em alta, diante de incertezas com o cenário político no exterior e no Brasil e da queda dos estoques nos Estados Unidos.

 

Fonte: www.jmais.com.br

Tiago Bilicki

maio 10th, 2018

No comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *